À Gloria Groove, a admiração que ela merece

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Gloria Groove. Foto: Reprodução / Instagram
CANTORA SUPERA PRECONCEITOS E SE ESTABELECE COMO UMA DAS MAIORES VOCES DA GERAÇÃO.

Daniel Garcia, mais conhecido por seu nome e persona artística, Gloria Groove, é cantora e drag queen que com certeza já abalou suas estruturas com um “GLORIA GROOOOVE”.

Com presença artística forte e versátil, Gloria Groove nos apresenta um leque de possibilidades para se perder em sua voz única e envolvente. Você com certeza já deve ter se pego dançando ao som forte das batidas de funk ou recuperando o folego logo após uma sequência de letras cheias de representatividade e afirmação nos versos de rap dos singles da cantora, e até mesmo embalando uma dança mais calma ao som do R&B em que Gloria tem investido seus últimos trabalhos como no EP audiovisual “Affair” de 2020.

E nasce Gloria Groove

Daniel desde cedo esteve presente no meio artístico, com influência indireta da mãe que é backing vocal do grupo Raça Negra há 26 anos, trazendo a presença da arte para sua família. Em 2002 o cantor participou da nova formação do grupo “Balão Mágico”, e daí disparou para o mundo da dublagem se dedicando a carreira em trabalhos importantes como em “Hannah Montana”, “Justin Bieber – Never Say Never”, entre outros trabalhos.

Mas aos 18 anos em uma montagem independente do musical “Hair”, o artista teve sua primeira experiência como drag queen. Desse momento em diante, uma trajetória de descoberta e aceitação deu origem à amada Gloria Groove. Nome esse que tem significados importantes, sendo uma referência às iniciais de sua mãe Gina Garcia – reconheceu o GG, né? – E também em referência ao nome da cantora Gloria Gaynor, de quem ela e sua mãe são muito fãs. Gina, aliás, foi backing vocal da interprete de “I Will Survive” e sua banda, Groove Machine, responsável pelas apresentações da cantora norte-americana no Brasil.

Ao Prêmio Jovem Brasileiro, Gina Gargia, mãe de Gloria Groove, compartilhou um relato sobre um encontro da artista com Gloria Gaynor.

“O nome Gloria Groove veio do meu ‘GG’ e da Gloria Gaynor. Eu trabalhei com a Gloria Gaynor como backing [vocal] durante 4 anos, no Brasil. Então, todas as vezes que ela vinha ao Brasil, a partir de 2004, quando o Dani tinha 9 anos – ele chegou a ir comigo no Olímpia, que era uma casa de shows em São Paulo, e ele cantou para ela na passagem de som -. Então ele conheceu a Gloria Gaynor e ficou com a informação que a música dela, ‘I Will Survive’, era o hino dos gays. Foi nessa época que ele descobriu que essa música era da Gloria Gaynor”, disse Gina.

“A minha banda, a Groove Machine, foi a banda oficial dos shows da Gloria Gaynor no Brasil durante 4 anos, de 2004 a 2008, como banda oficial em São Paulo, fazendo shows pelo Brasil inteiro com ela”, continua Gina.

“Então ele teve contato com ela e cantou para ela no palco do Olímpia quando eu o levei na passagem de som. Ele pegou justamente essa informação do nome da Gloria Gaynor, do nome da minha banda, que eu dizia para ele que emprestava o nome da banda para a Gloria, os meus dois ‘Gs’, eu também emprestava para ela. Então todas essas referências chegaram ao nome Gloria Groove. Essa é a verdadeira história de quando ele criou o nome”, finalizou Gina Garcia em relato pessoal.

Em 2016, seu primeiro trabalho na carreira musical como Gloria Groove veio ao mundo já chamando atenção logo de cara com a faixa “Dona”. Desde lá, a cantora já coleciona milhões de plays em todas as plataformas de streaming, views no YouTube e muitos fãs apaixonados por sua trajetória e trabalho.

Figurinha Carimbada do PJB

Desde 2002, Gloria Groove marca presença no Prêmio Jovem Brasileiro, ainda na época em que fazia parte da formação do “Balão Mágico”. Em 2017, ela subiu ao palco para receber seu primeiro prêmio na categoria “Revelação”, voltou em 2018 para se apresentar na premiação e também levar o prêmio na categoria “Clipe” com o trabalho “Bumbum de Ouro” que foi um grande hit do carnaval daquele ano. 

Por aqui, amamos fazer parte dessa história e dar voz para a grande artista que a Gloria Groove é.

Trabalhos recentes

Além do seu último EP “Affair”, lançado em 2020, a cantora lançou “Bonekinha” o primeiro single do mais novo álbum de estúdio que estreia em 2021. 

“Lady Leste” é o nome dele, faz referência à Zona Leste de São Paulo, lugar onde ela cresceu e é também um alter ego. A inspiração disso surgiu com nomes como Lady Gaga e Lady Night.

Em coletiva de imprensa realizada para o lançamento do single, Gloria conta que o álbum é um resgate à sua história, diz que sente que tem muito a contar sobre si e confessar ao público partes nunca mostradas. Ela também adianta a mistura de ritmos que vem nesse novo trabalho, uma  fusão do funk, rock, trap, hip-hop, edm (eletronic dance music) , reggaeton e a rasteirinha que se transmutam em um pop cheio de atitude, bem estilo Gloria Groove.

Já deu pra dar um friozinho de ansiedade né? M-A-L  V-E-J-O  A  H-OR-A.

Escrito por: Bia Mendes

(Embaixadora do Prêmio Jovem Brasileiro)

Edição: Daniel Outlander

Foto: Reprodução / Instagram

Equipe Prêmio Jovem

Equipe Prêmio Jovem

A maior premiação jovem do mundo!

deixe seu comentário!

CADASTRE-SE ABAIXO

    Skip to content ...