Dia Mundial do Rock: de rebeldia a estilo de vida, o Rock vive!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Estilo é celebrado e ganha novas roupagens ao longo do tempo.
ESTILO É CELEBRADO E GANHA NOVAS ROUPAGENS AO LONGO DO TEMPO.

Hoje é o Dia Mundial do Rock! E falando do estilo, vamos analisar as diferentes vertentes de uma das músicas mais ecléticas e representadas de todo o planeta. Antigamente com representantes como The Beatles e Elvis Presley, o Rock ganha nova roupagem e permanece vivo em nossos corações.

Nos quatro cantos dos planetas, bandas como Aerosmith, Queen, Metallica, Guns ‘N Roses, entre outros, continuam somando adeptos do estilo e amplificando suas vozes. Assim como no Brasil, que celebra o dia com documentários exclusivos como “Chorão: Marginal Alado“, que narra a trajetória do vocalista da banda Charlie Brown Jr.

Surgimento

Com início datado em meados da década de 1940 nos Estados Unidos, o Rock ‘N Roll tem em sua raiz a mistura de vários estilos musicais. Desde o country ao jazz, diferentes vertentes impulsionaram o segmento para o surgimento do Rock. Assim como o jazz, nos primórdios do Rock, o piano e o saxofone se faziam presentes. No entanto, a guitarra e o baixo foram os instrumentos que ganharam os corações.

Entre riffs e acordes, surgiu um dos estilos mais versáteis do planeta. Desde o soft rock ao metal, o Rock se tornou um estilo de vida. Assim, deu origem a toda uma geração que colocou sua rebeldia na música. Ícones como Freddie Mercury, ex-vocalista da banda Queen, por exemplo, serviram de inspiração para muitos jovens que queriam aplicar suas vozes.

Em meio à rebeldia e posicionamento, o Rock sempre contou com referências próprias. Desde o estilo de se vestir e se comportar, aos longos e diferentes cortes de cabelo, ajudou a incorporar o jeans e o couro como vestimentas típicas de quem curte o estilo.

Transcendendo gerações, atrai olharem em todo o planeta e se mantém como a música de uma geração. Ainda assim, ganha novos adeptos e reformulações ao longo dos anos.

História

Não há como negar que Elvis Presley é o grande precursor do Rock em âmbito mundial. Embora não houvessem mídias como a TV de forma consolidada, o rádio era o principal meio de comunicação e entretenimento. Já no Brasil, inspirado no movimento norte-americano, grandes nomes da música surgiram.

Foi em meados de 1960, com inspiração no Rock americano, que surgiu o movimento chamado Jovem Guarda. Encabeçada por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa, entre outros, foi o grande refúgio do país em meio à Ditadura Militar. Em seguida, ganhando novos adeptos, o Rock se consolidou no país.

Novos nomes

Com diferentes frentes musicais, o Rock foi mudando e gerando vários estilos secundários. Assim, os adeptos da musica puderam ter mais semelhança com aquilo que pregavam, sendo associado a um estilo de vida.

Rock vem de rebeldia, de liberdade. E assim, em meio aos anos 1980, surgiram grandes nomes que ainda hoje estão na ativa. No Brasil, o principal nome foi a Banda Blitz. Encabeçado pelo cantor, compositor e agora ator, Evandro Mesquita, o grupo é precursor do chamado “BRock“.

Logo depois, surgiram outros nomes igualmente importantes, desde a banda Charlie Brown Jr. à cantora Pitty, que prova que há espaço para todos no estilo musical.

O PJB inclusive é um prêmio que sempre levou em consideração o estilo musical. Ao longo das edições, a premiação dedicou esforços a enaltecer os nomes que dedicam seus trabalhos ao gênero.

“Hoje é o dia mais feliz do ano!”. Assim Chorão agradeceu muito emocionado recebendo o Prêmio Jovem Brasileiro em 2006, no Memorial da América Latina, em São Paulo.  

Chorão no Prêmio Jovem Brasileiro. Foto: Reprodução / Revista Crescer
Chorão no Prêmio Jovem Brasileiro. Foto: Reprodução / Revista Crescer

Um dos maiores nomes das novas gerações do rock brasileiro, Chorão tem seu legado perpetuado e exibido no documentário que mostra sua vida. O filme Chorão: Marginal Alado, que narra a trajetória do vocalista da banda Charlie Brown Jr., está em exibição na MTV Brasil.

Legado

É inegável a importância do Rock para outros estilos musicais. Justamente por isso, novos nomes da música investem em suas versões do estilo apresentando novas roupagens e amplificando a voz do estilo mais rebelde de todos. Jovens artistas como Olivia Rodrigo e Miley Cyrus apresentaram recentemente trabalhos em que elucidam o estilo musical.

Com ranking eclético, o site Last.fm fez uma lista com grandes nomes da atualidade que perpetuam o estilo musical. Dentre os destaques estão o Red Hot Chili Peppers, The Beatles e Muse, entre outros.

Veja o ranking aqui.

Finalmente, é inegável não reconhecer a importância do Rock para o mundo. Desde as melodias mais alternativas ao estilo de vida, o estilo musical gera renda, adeptos, formas de viver e muito som pra animar! Não à toa o maior festival do país – e um dos mais importantes do mundo -, o Rock in Rio, tem “Rock” no nome. É a vibe, a energia, a vida!

Viva o Rock, um dos estilos mais aclamados e ecléticos do mundo! E para não perder a piada, “Hoje é dia de Rock, bebê!”.

Foto: Reprodução / Instagram

Daniel Outlander

Daniel Outlander

Tenho 28 anos, sou jornalista e publicitário e Jovemnático! Amo música, cultura em geral, e assino a edição dos textos no site do Prêmio Jovem Brasileiro.

deixe seu comentário!

CADASTRE-SE ABAIXO

    Skip to content ...