Com Duda Beat, Masterchef faz nova eliminação em prova de donuts

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Episódio contou ainda com outras novidades.
EPISÓDIO CONTOU AINDA COM OUTRAS NOVIDADES.

O terceiro episódio do MasterChef Brasil surpreendeu os competidores e o público com mais uma novidade da temporada. Como antecipamos no News PJB, essa nova temporada conta com algumas novidades.

Pela primeira vez cozinhando juntos, os participantes se deparam com a icônica Caixa Misteriosa repleta de suspense. Além de uma versão dourada, que pode vir com uma vantagem ou uma desvantagem para quem ficar com ela, os aspirantes a chef tiveram de dividir os ingredientes, já que metade das caixas tem 24 produtos e a outra metade está vazia.

Episódio contou ainda com outras novidades.
Masterchef. Foto: Divulgação / Band

Os cozinheiros com desempenho mediano contaram com a chance de escapar da berlinda em uma prova com uma massa clássica, a cacio e pepe. Eles serão desafiados a recriar esse clássico italiano que, embora pareça fácil, é cheio de técnicas. Após passarem pela avaliação dos jurados, os melhores sobem para o mezanino, enquanto o restante vai para a prova de eliminação junto com os que fizeram os piores pratos com a Caixa Misteriosa.

Para inspirar os participantes, o programa recebeu a cantora Duda Beat, dona de sucessos como “Bichinho”, “Bolo de Rolo”, “Meu Pisêro”, entre outros. Dessa forma, Duda foi responsável por apresentar aos participantes uma prova de donuts.

De acordo com ela, uma boa sobremesa é aquela que faz com que a gente a coma com os olhos.

Eliminação

Episódio contou ainda com outras novidades.
Masterchef. Foto: Divulgação / Band

Dessa forma, a médica oftalmologista Ana Karina, de 40 anos, foi a terceira eliminada do MasterChef Brasil. Na berlinda junto à Juliana N., a competidora deixou o programa ao errar no preparo dos donuts. Acostumada a colocar a mão na massa em casa, ela descobriu que ter poucos minutos e nenhum planejamento para fazer as receitas são os fatores mais difíceis da disputa.

Em seguida, em entrevista ao site da emissora, a participante afirmou que, apesar do pouco tempo na competição, ficou feliz por ter a oportunidade de preparar um cuscuz no segundo episódio.

“Não fico triste [pela eliminação], mas gostaria de ter mostrado mais regionalismo. Gostei muito de fazer o cuscuz porque é uma coisa que a gente come no dia a dia. Aproveitamos a receita do café da manhã ao almoço e sei que as pessoas se identificaram com isso”.

Depois de disputar a permanência no talent show com Juliana N., a competidora deixou o estúdio cantando e dançando frevo, também como uma forma de mostrar ao Brasil um pouco da cultura que, diante do fogão, teve poucos episódios para apresentar.

“Eu quis homenagear a minha terra porque tenho muito orgulho dela”, refletiu.

Foto: Divulgação / Band

Daniel Outlander

Daniel Outlander

Tenho 28 anos, sou jornalista e publicitário e Jovemnático! Amo música, cultura em geral, e assino a edição dos textos no site do Prêmio Jovem Brasileiro.

deixe seu comentário!

CADASTRE-SE ABAIXO

    Skip to content ...