Masterchef recebe Rafael Cortez e elimina um dos favoritos ao prêmio

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
O Masterchef Brasil não é o maior reality de culinária do país à toa. A cada episódio, a atração promove novidades, para manter o formato quente e ainda relevante ao público. Dessa forma, seguindo essa premissa, o oitavo episódio contou com grandes novidades e uma reviravolta no jogo.
PROGRAMA FICA MAIS ACIRRADO A CADA EPISÓDIO.

O Masterchef Brasil não é o maior reality de culinária do país à toa. A cada episódio, a atração promove novidades, para manter o formato quente e ainda relevante ao público. Dessa forma, seguindo essa premissa, o oitavo episódio contou com grandes novidades e uma reviravolta no jogo.

Para começar, o ator, humorista e apresentador Rafael Cortez foi o convidado do episódio para integrar a cozinha. Assim, ele foi responsável por apresentar um “Amigo Roubado” de carnes exóticas. Dentre as opções, disponibilizadas em grandes caixas de presentes, estavam carnes raras como avestruz, jacaré e escargot. Logo, os participantes foram desafiados a fazer um prato nível Masterchef.

Masterchef. Foto: Divulgação / Band

Assim, o campeão da última semana, Marcio escolheu Eduardo para ser o primeiro na lista das caixas. Em seguida, cada participante escolhia seu sucessor, que tirava uma caixa e decidia se ficava com a carne ou “roubava” a opção do outro.

Por fim, configurando a primeira prova, cada competidor contou com a audácia, conhecimento prévio e bom uso do tempo, já que foi disponibilizada apenas uma hora para a realização.

Como destaques positivos estiveram nomes consagrados no reality, mas foi Ana Paula, que nunca havia feito javali, quem levou a melhor. Assim, subiu ao mezanino junto à Amanda, Helena e Pedro.

E como ganhar, no Masterchef, traz ainda mais responsabilidade, a gaúcha teve de chamar mais dois companheiros ao mezanino. Assim, escolheu Daphne e Eduardo, os dois competidores mais jovens da edição.

Prova de eliminação

Já a prova de eliminação recorreu à memória afetiva. A equipe do Masterchef apresentou no telão comidas do dia a dia, que contam histórias em famílias de todo o Brasil. Assim, os competidores precisariam recriar pratos conhecidos nas casas dos brasileiros.

Entre as sugestões estavam tortas de morango e limão, rabada, frango ensopado, bacalhoada, pasta da nona, baião de dois e lasanha.

E se a prova já contava com uma grande responsabilidade devido à memória afetiva, os participantes acabaram se abalando em partes. Sérgio, por exemplo, enalteceu a cozinha regional com um risoto de baião de dois. Apesar de não ter conquistado os jurados por unanimidade, acabou se salvando da eliminação. O competidor ficou entre os piores nos últimos episódios, e pôde se ver livre dessa possibilidade.

Kelyn surpreendeu os jurados com um sorvete sabor torta de limão e venceu a prova. Raquel e Isabella também foram destaques positivos. Medianos, Sérgio e Luiz garantiram as vagas finais do mezanino no critério desempenho.  

Eliminado

O mesmo não aconteceu com três dos concorrentes tidos como grandes destaques do programa. Heitor, que participou da edição especial em 2020, Marcio, que venceu o programa anterior e Renato, também participante da temporada passada, estiveram entre os destaques negativos.

Assim, coube ao mezanino salvar um dos indicados à berlinda, e Heitor foi o congratulado. Dessa forma, Marcio e Renato, dois dos tidos como favoritos ao prêmio, foram sabatinados à eliminação.

E Renato foi para casa após não conseguir alegrar os jurados com seu prato, sendo eliminado do programa.

“O mental reflete muito o prato. Acredito que alguns tiveram um bom dia e eu não. Às vezes o fator sorte não contribui”, disse.

Masterchef. Foto: Divulgação / Band
Daniel Outlander

Daniel Outlander

Tenho 28 anos, sou jornalista e publicitário e joventático! Amo música, cultura em geral, e assino a edição dos textos no site do Prêmio Jovem Brasileiro.

deixe seu comentário!

CADASTRE-SE ABAIXO

    ...
    Skip to content