Isabella Scherer vence o MasterChef Brasil 2021 com menu vegano: ‘É a realização de um sonho’

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
ATRIZ LEVOU A MELHOR E DESBANCOU OS CONCORRENTES.

O Masterchef 2021 chega ao fim com uma das maiores edições do reality. Ainda assim, pela primeira vez na edição brasileira, uma final tripla marcou o final do programa.

Sob comando de Ana Paula Padrão e com Henrique Fogaça, Erick Jaqcuin e a estreante Helena Rizzo como jurados, a atração chegou ao fim nesta terça-feira (14).

Eduardo Prado, Kelyn Kuhn e Isabella Scherer compartilharam a final, que desta vez foi 100% gravada e não contou com revelação do campeão ao vivo. No entanto, a animação da final não deixou os fãs e participantes de fora, que interagiam na internet durante todo o programa.

A final

Como não poderia ser diferente, os competidores foram desafiados pelos chefes jurados a criar, individualmente, um menu completo, com entrada, prato principal e sobremesa. Assim, o melhor menu degustação levaria o troféu de Masterchef para casa.

Dessa forma, contrariando até os mais crédulos, foi Isabella Scherer quem levou o troféu para casa, apresentando um menu 100% vegano. Ou seja, sem utilização de nenhuma proteína ou derivado animal.

Masterchef 2021. Foto: Carlos Reinis/Band

Com isso, nenhum ingrediente como ovo, leite, creme de leite ou manteiga foram utilizados nos preparos.

Apesar de não ser adepta à alimentação vegana, Isabela relatou que queria quebrar tabus ao apresentar pratos sem nenhum derivado animal. Assim, conquistou os jurados e se tornou a nova Masterchef Brasil.

Sobre Isabela

Inovadora, criativa e diferenciada, a participante, que nasceu em Florianópolis (SC) e mora em São Paulo há 12 anos, acumulou elogios ao longo dos 24 episódios.

“É a realização de um sonho. Muito surreal, uma grande maluquice. Nem acredito que estou aqui. Junto com o troféu, ganhei também muitas amizades, amor próprio e a certeza do que eu quero fazer para o resto da minha vida”, disse.

Embora se divida entre as carreiras de atriz, empresária, estilista, modelo e influenciadora digital, é na cozinha que aspirante a chef se sente realmente realizada.

“Tenho certeza de que isso é o que eu amo fazer. Saio daqui louca para estagiar e trabalhar em uma cozinha profissional. Quero aprender e servir os outros. Acho que descobri, mais do que nunca, o prazer de alimentar alguém”, admitiu ela, que atingiu o limite da adrenalina durante as provas. “Fugi da minha zona de conforto, fiz receitas que achava não ter tempo, investi em ideias malucas e corri do que era simples ou fácil demais”.

Segundo a competidora de 25 anos, conquistar o troféu mais disputado da culinária brasileira com um menu vegano teve um peso importante.

“É uma realização pessoal. Aumentei o nível de dificuldade. Eu sabia que, se eu perdesse levantando uma bandeira, algo em que eu acredito e com viés político, seria muito gratificante”.

Experiência

A experiência no programa também fez com que Isabella olhasse mais para si.

“Vi que eu tinha que confiar e acreditar em mim. Tive coragem de falar para a minha família, para o meu namorado e para os meus amigos que eu sou a minha prioridade agora e não vou abrir mão disso. É essa a realidade: decidi me valorizar a cada segundo e foi aí que tudo mudou”.

O prêmio de R$ 300 mil já tem destino certo.

“Vou guardar o dinheiro e quero estudar e aprender com grandes chefs, no cotidiano de um restaurante. Um dia, pretendo usar o prêmio para abrir um negócio, mas não quero tomar nenhuma decisão precipitada. Saio daqui com mais sede de aprender do que eu entrei”, concluiu.

Na final, Eduardo Prado ficou em segundo lugar, levando para casa um curso. Já Kelyn, figurou terceiro lugar no pódio.

Daniel Outlander

Daniel Outlander

Tenho 28 anos, sou jornalista e publicitário e Jovemnático! Amo música, cultura em geral, e assino a edição dos textos no site do Prêmio Jovem Brasileiro.

deixe seu comentário!

CADASTRE-SE ABAIXO

    Skip to content ...