‘The Masked Singer’: Beto Barbosa é o Boto

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
CANTOR FOI O TERCEIRO ELIMINADO DO PROGRAMA.

Na tarde do último domingo (13), o Boto adocicou o ‘The Masked Singer Brasil’ e teve sua identidade revelada. Assim, o cantor Beto Barbosa deu vida ao personagem que cantou ‘Vamos Fugir’ de Gilberto Gil e ‘Menino do Rio’ de Caetano Veloso em suas apresentações.

“Foi um desafio muito interessante e diferente, que somou na minha carreira. Foi muito divertido participar e fiquei muito feliz e satisfeito com o resultado. Deu para mostrar um Beto Barbosa diferente do que canta lambada e forró”, conta Beto.

Entrevista com Beto Barbosa 

Como foi a experiência de participar do ‘The Masked Singer Brasil’? 

Foi um desafio muito interessante e diferente, que somou na minha carreira. Eu nunca tinha feito algo do tipo, nunca nem saí em um carnaval de rua fantasiado, então até como ator foi interessante porque eu entrei no personagem para fazer o Boto. Foi muito divertido participar e fiquei muito feliz e satisfeito com o resultado. Deu para mostrar um Beto Barbosa diferente do que canta lambada e forró. 

Para você, qual a importância de ter se vestido de boto? 

Foi bem diferente colocar a fantasia de um cetáceo, que seria a baleia brasileira da Amazônia. O boto é um animal em extinção e conta a lenda que ele era um cara conquistador e namorador. E é representativo para mim porque eu sou paraense e ao mesmo tempo em que a gente está no programa, estamos fazendo um movimento de proteção e chamando atenção da humanidade para o nosso golfinho brasileiro que é o boto-cor-de-rosa.   

Como foi o processo de escolher o repertório e se preparar para a apresentação? 

As músicas que eu cantei tinham a ver com o universo do personagem. A música do Caetano eu queria muito cantar, é uma música muito bonita que eu sempre gostei. Eu me senti muito confortável com as duas músicas que apresentei.  

Como foi ver os jurados chutando nomes diferentes do seu e depois acertando o palpite?

No primeiro programa o Edu não adivinhou que era eu, mas no segundo ele já teve certeza de que poderia ser eu por causa da dancinha que eu deixei escapar. Mas eu tentei fazer de tudo para não ser nada parecido com o que eu faço. Ele está muito empenhado na competição.  

Daniel Outlander

Daniel Outlander

Tenho 28 anos, sou jornalista e publicitário e Jovemnático! Amo música, cultura em geral, e assino a edição dos textos no site do Prêmio Jovem Brasileiro.

deixe seu comentário!

CADASTRE-SE ABAIXO

    Skip to content ...