Trio New Hope Club inicia nova era com os singles ‘Girl Who Does Both’ e ‘Getting Better’

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Crédito da foto – Clare Gillen
Confira!

Hoje, o trio britânico New Hope Club inicia sua nova era com os lançamentos de “Girl Who Does Both” e “Getting Better”. Os singles – escritos e com a performance de Blake, George e Reece –  mostram a extraordinária evolução musical da banda. As músicas também marcam a estreia de Blake como produtor, desenvolvidas sob a tutela do mentor da banda o multiplatinado e premiado produtor e compositor norte-americano Ross Golan (5 Seconds of Summer, Maroon 5).

Voltando à dinâmica contrastante do lado A/B do passado, “Girl Who Does Both”, a delicada balada ao estilo de Simon & Garfunkel, mostra o lado acústico da banda enquanto “Getting Better” é uma exuberante música disco-pop retrô.

New Hope Club disse: “Já se passaram seis anos desde que formamos a banda e crescemos juntos e nos tornamos músicos e escritores experientes, trabalhando com pessoas incríveis ao redor do mundo. Sentimos que era a hora de agarrar esse projeto com unhas e dentes e guiar nosso próprio caminho. Queríamos ter a decisão final sobre o projeto. Escrever durante uma pandemia teve um grande efeito sobre nós; sentimos que precisávamos espalhar alguma luz e positividade em uma época em que estava difícil de encontrar”.

Girl Who Does Both” os encontra celebrando cada lado da personalidade das suas garotas, em meio à marca registrada dos meninos, elevando as harmonias, enquanto a atraente “Getting Better” é uma música perfeita para o verão e a fatia de escapismo pop que o mundo precisa neste momento. Refletindo sobre a visão atrevida e despreocupada do trio e manifestando positividade, eles cantam: “Bons dias estão chegando, vindo na minha direção… A vida está melhorando” (“Good days are coming, coming my way… Life’s getting better”.)

Crédito da foto – Clare Gillen

New Hope Club disse: “‘Girl Who Does Both’ é um bilhete de amor para as nossas namoradas. Nós amamos as pequenas coisas e essa música passa por todos os pequenos detalhes que você se apaixona quando conhece alguém. ‘Getting Better’ personifica o álbum, retrata exatamente como estávamos nos sentindo quando começamos esse projeto, iniciando uma nova era. Estar no estúdio juntos, fazer música com nossos melhores amigos, a vida estava melhorando”.

Tendo escrito e atuado juntos desde a adolescência – e todos ainda com apenas 22 anos de idade – o New Hope Club  está iniciando um novo capítulo com maior clareza sobre seu propósito criativo. Inspirados por grandes bandas britânicas, eles cresceram ouvindo The Beatles, The Stone Roses e Oasis; mas há toques mágicos de sons clássicos em todo um tesouro de música nova – do pop dos anos 60 de Los Angeles até os ritmos reggae. Blake, George e Reece estão fazendo música que repercute, quer escrevam sobre relacionamentos ou sobre a transição para a vida adulta, ou simplesmente para despertar alegria.

O trio de Manchester passou de apresentações em pubs locais para o crescimento de uma devotada fanbase global, vendendo shows em toda parte, de Los Angeles a Nova York, de Londres a Seul e Tóquio. Eles acumularam mais de 2 bilhões de streams globais e mais de 250 milhões de visualizações no YouTube. O autointitulado álbum de estreia da banda, de 2020, atingiu o Top 5 nas paradas britânicas e até chamou a atenção da superestrela K-pop V, do BTS, e The Stray Kids.

Com uma turnê nos EUA começando em Julho, muita nova música por vir e Blake escolhido para interpretar Sir Paul McCartney no aguardado filme biográfico de Brian Epstein, dos Beatles, “Midas Man”; para o New Hope Club, 2022 só fica melhor e melhor. 

Ouça:

Daniel Outlander

Daniel Outlander

Tenho 28 anos, sou jornalista e publicitário e Jovemnático! Amo música, cultura em geral, e assino a edição dos textos no site do Prêmio Jovem Brasileiro.

deixe seu comentário!

CADASTRE-SE ABAIXO

    Skip to content ...