fbpx
 

Porque o primeiro beijo é esquisito?

Porque o primeiro beijo é esquisito?

A chegada da adolescência é rápida e avassaladora, bagunça nossos sentimentos e mexe com nossos instintos, deixando tudo mais intenso e faz parecer que o mundo vai acabar no dia seguinte. Nessa fase, em que tudo é novo, as descobertas são ainda mais especiais.


O beijo é uma dessas novas descobertas, em que começam a passar sensações nunca sentidas pelo nosso corpo anteriormente. O coração palpita, as mãos começam a suar, a respiração fica acelerada e um milhão de perguntas começam a passar na nossa cabeça.


Será que eu vou saber o que fazer? Vou ficar nervosa? É melhor pegar um chiclete? Os “serás” não param de chegar a turbilhão pela nossa cabeça. Então fechamos os olhos e seguimos em frente, esperando que aquele acontecimento enorme na nossa vida não dê errado.


O toque é estranho e diferente, não sabemos o que fazer, o coração parece que vai saltar do corpo, mas continuamos ali. A nossa cabeça criou tantas barreiras e tanta espera que ela manda a mensagem de insegurança pro corpo.


O sentimento apaixonado quando o primeiro beijo acontece, não tem comparação, é estranho sim, afinal é um sentimento que nunca tínhamos sentido antes, mas é algo carinhoso que vamos levar pra sempre com a gente.


É diferente, molhado, muito dente e você descobre uma língua que na sua cabeça não deveria estar ali, mas mesmo com tantas esquisitices, é especial. É você experimentando uma demonstração de carinho tão bonita e que mistura tantos sentidos que chega a ser difícil de descrever.


Esse universo de expectativa que criamos antes de tudo acontecer parece que se multiplica por mil quando o beijo realmente acontece. Nunca é realmente o que esperamos, pode ser mais molhado, pior, melhor, mas sempre diferente.


Aconteceu. E agora? Eu tenho que contar pra alguém? Será que as pessoas vão olhar pra mim e vão descobrir? A estranheza passa depois de alguns segundos de susto, as perguntas acabam ficando pra trás, e você sente um calor dentro de você, um carinho, e percebe que mesmo com toda a esquisitice foi ótimo.


Vinicius de Moraes tem uma frase que define muito bem essa primeira sensação, ele diz “Um só beijo, no entanto, quantos segundos de espanto!”. Os poucos segundos que o beijo durou na realidade, dentro da sua cabeça foram uma eternidade, passaram muitas coisas na cabeça e muitos sentimentos ao mesmo tempo.


As borboletas na barriga se acalmam, o coração volta com seu batimento normal, e o suor uma hora para. Mas esse momento que aconteceu tão rápido vai ficar marcado na sua cabeça por toda sua vida. O sentimento da paixão, da estranheza, vai tudo ser lembrado com carinho e saudade.


O primeiro beijo é sempre esquisito, mas é isso que o torna tão especial e significativo na nossa vida. Um marco, o cheiro, o toque, é tudo relembrado com espanto e carinho.


By Lana Slemer
Estudante de Jornalismo

Post a Comment